Modelagem Jurídico-Estratégica de Negócios

Sem Comentários Agenda

Com a evolução da carreira de advogada e já migrando para a consultoria em organização de negócios,  percebi que os empreendedores tem uma dificuldade muito grande de entender pontos que serão fundamentais para a efetiva consolidação do empresário e do negócio.

 

Quando inicia, o empreendedor tem uma energia muito grande voltada para o ponto central do produto ou do serviço. Trabalha eficazmente para o desenvolvimento do sonho e da consolidação comercial.

 

Vender é o principal objetivo.

 

É o chamado período de arranque!

 

Analogamente podemos imaginar como o arranque de um carro com muito combustível acelerando ao máximo ou ainda pode ser um avião decolando.

 

Velocidade total para chegar a um ponto de constância e tranquilidade.

 

É a largada mesmo!  E depois velocidade de cruzeiro…

 

Mas e o passo seguinte? Como será?

 

A maturidade ou consolidação, que é a transformação do empreendedor solitário (ainda que tenha sócios) em verdadeiro empresário, demanda um conjunto de capacidades e conhecimentos nas áreas jurídicas e de gestão empresarial que devem ser integrados ao processos do negócio.

 

Na maioria das vezes, a maturidade é um processo que causa muita ansiedade aos empreendedores, pois nunca tiveram que avaliar questões como tributos, finanças, estratégias, a própria concorrência e tantas outras dúvidas de um processo de crescimento.

 

Os riscos e o próprio stress aumentam a incerteza sobre o futuro.

 

Baseado nessa experiência, atendendo a inúmeros empreendedores e empresários e estudando o nível de insucesso e de sucesso das empresas nascentes no Brasil e no mundo, desenvolvemos um método único que consegue desenhar uma base sólida para sustentar o crescimento e, principalmente, que diminui os riscos do negócio, trazendo a segurança jurídica.

 

A segurança jurídica é um valor de extrema importância para os negócios, pois transmite tranquilidade ao empreendedor/empresário e cria solidez para o crescimento e expansão da empresa num mundo de concorrência acirrada.

 

Este método é a MODELAGEM JURÍDICO-ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS.

 

A modelagem jurídico-estratégica de negócios é o desenho dos negócios de forma que a estratégia corporativa seja explicitamente desenvolvida sob a ótica da segurança jurídica das relações que virão a existir durante a operação empresarial.

 

O maior ganho do uso da modelagem jurídico-estratégica dos negócios é a redução de riscos e incertezas do empreendedor e da empresa. Proporciona um aumento da percepção de tranquilidade do empresário no mundo dos desafios constantes.

 

A modelagem jurídico-estratégica de negócios integra as áreas jurídica, planejamento estratégico, administração, finanças, inovação, dentre outras.

 

A modelagem tem um módulo base que contempla áreas genéricas, tais como: questões societárias, tributárias, negociações, contratos, modelos de crescimento, obrigações legais em geral.

 

Além disso, há módulos específicos conforme mercados de atuação específicos.

 

As principais relações que são desenhadas e estruturadas são as seguintes

 

– relações entre sócios

– relações governamentais

– relações com colaboradores

– relações com investidores

– relações com fornecedores

– relações com clientes

– relações com o meio-ambiente

– relações com a sociedade

– relações com o mercado

 

Por que a maturidade do negócio pede uma Modelagem Jurídico-Estratégica?

 

Por que isto é importante?

 

Essencialmente porque uma modelagem segura e estruturada, que considera os objetivos estratégicos desejados, aumenta o poder de escolha entre as alternativas  mais eficazes na gestão do negócio.

 

A escolha das melhores alternativas aumentam os resultados das empresas e dos lucros.

 

É uma escolha consciente da melhor estratégia para o negócio.

 

É o domínio das informações relevantes que influenciam a operação.

 

É a escolha estratégica dentre as opções legais disponíveis no sistema jurídico.

 

É um posicionamento seguro juridicamente e vantajoso financeiramente falando.  

 

Finalizando, seguem algumas dicas de Modelagem Jurídico-Estratégica de negócios:

 

1 – Defina modelos societários, desde o início, que atendam o interesse de todos os sócios claramente, prevendo inclusive o insucesso do negócio.

 

2 – Faça análise de custos tributários e escolha um regime adequado. Mas atenção!!! Acompanhe trimestralmente e revise a decisão anualmente.

 

3- Faça um check-list de todas as licenças governamentais que sua empresa ou produto precisa atender.

 

4- Analise as obrigações trabalhistas principalmente aquelas estabelecidas em Convenção Coletiva de Trabalho pois muitas vezes são superiores à legislação trabalhista geral.

 

5- Projete o crescimento das operações controlando custos, preços e margem de contribuição. Vender mais pode não ser considerado crescimento do negócio.

 

6 – Simule as principais relações comerciais e estabeleça rotinas que atendam os interesses de clientes e fornecedores

 

7- Desenvolva processos, ainda que básicos

 

8 – Busque a Governança Corporativa

 

9- Inove na Gestão
Seguindo esses passos básicos, o risco de insucesso diminui e você aumenta o controle sobre as etapas e suas transições. As avaliações trimestral e anual ajudam você a ter parâmetros de crescimento e de identificação de áreas de maior atenção.